Hope Solo chama as suecas de ‘covardes’ ao perder, mas já elogiou retranca americana contra o Brasil

Por Alberto Nogueira

Nesta sexta-feira (12/08), após a seleção feminina de futebol dos EUA ser eliminada pela Suécia nos pênaltis (4 a 3), a goleira americana Hope Solo fez duras críticas à forma defensiva de jogar das adversárias: “Elas jogaram como covardes. O melhor time não venceu hoje”, reclamou.

O blog do Acervo Folha recorda que a goleira tinha uma opinião muito diferente sobre jogo defensivo nas Olimpíadas de Pequim, em 2008.

Na ocasião, as americanas conquistavam pela segunda vez consecutiva a medalha de ouro em cima do Brasil (1 a 0), com um futebol bem menos vistoso e uma verdadeira retranca, que segurou todo o domínio das brasileiras durante a partida.

Ao final do jogo, com seu prêmio no peito, a goleira não pensou duas vezes ao ser questionada por jornalistas sobre a aversão da seleção brasileira feminina em jogar na defesa: “O Brasil deveria gostar mais do jogo defensivo. Olhem só meu ouro aqui”, provocou.

A eliminação dos EUA para a Suécia é o fim da picada para a goleira Hope Solo, que ficou marcada pelos torcedores com o grito de “zika” todas as vezes em que pegava na bola. Com certeza ela não terá boas lembranças dos Jogos Rio-2016.