No Há 50 Anos desta semana, tensão entre Câmara e Presidência faz Castello Branco fechar Congresso

Por Cristiano Cipriano Pombo

No  Há 50 Anos desta semana, publicado diariamente no Cotidiano da Folha, tivemos a tensão entre Câmara e Presidência, que levou o governo Castello Branco a fechar o Congresso.

No domingo passado, dia 16 de outubro, a seção trouxe a recusa do presidente da Câmara, Adauto Cardoso, de cassar os mandatos de seis deputados federais, como queria o governo federal.

Há 50 Anos - segunda - 16.out.2016

 

No dia seguinte, a reação do Planalto ao não cumprimento das cassações.

Há 50 Anos - segunda - 17.out.2016

 

Na terça, 18 de outubro, a Folha publicou que a tensão envolvendo Câmara e Presidência levou Castello Branco e a cúpula do governo a cogitarem medidas drásticas.

Há 50 Anos - terça - 18.out.2016

 

Em 19 de outubro de 1966, a Folha trouxe reportagem sobre manifestação pacífica de cerca de 10 mil professores no Palácio dos Bandeirantes para cobrar ações do governador de São Paulo, Laudo Natel.

Há 50 Anos - quarta - 19.out.2016

Na quinta-feira, em meio à tensão, o presidente Castello Branco baixou decreto que determinou o recesso do Congresso e que lhe deu poderes para legislar.

Há 50 Anos - quinta - 20.out.2016

 

Em 21 de outubro de 1966, o presidente Castello Branco argumentou que a medida de fechar o Congresso visava garantir a realização das eleições de 15 de novembro.

Há 50 Anos - sexta - 21.out.2016

E neste sábado, Cotidiano lembrou na seção “Há 50 Anos” que, além de fechar o Congresso, o governo Castello Branco planejava uma nova lista de cassações –com mais de 100 nomes– e uma possível suspensão dos direitos políticos do ex-governador da Guanabara, Carlos Lacerda.

Há 50 Anos - sábado - 22.out.2016

 

Bom final de semana!