No ‘Há 50 Anos’ desta semana, a tensão política e a ameaça do governo federal de cassar mandatos

Por Cristiano Cipriano Pombo

No “Há 50 Anos” desta semana, publicado em Cotidiano, o retrato do conturbado momento político pelo qual passou o Brasil em outubro de 1966.

A semana foi aberta com a notícia, em 23 de outubro de 1966, de que o governo do presidente Castello Branco dispunha de uma lista de 312 pessoas que poderiam, a qualquer momento, ter o mandato cassado ou ter os direitos políticos suspensos.Domingo - 23 de outubro

 

No dia seguinte, em mais um desdobramento das intenções do governo, a fim de suprimir a oposição, a Folha informou que o presidente Castello Branco já tinha em mãos uma lista com o nome de 86 parlamentares, 36 federais e 50 estaduais, que teriam o mandado cassado.

Segunda - 24 de outubro

No  dia 25 de outubro de 1966, em uma tentativa de amenizar os rumores sobre as cassações de mandatos, o Conselho Nacional de Segurança informa que a reunião realizada em Brasília, que durou duas horas e meia, teve como assunto o funcionalismo público e a política de reajuste salarial.

 

Terça - 25 de outubro

 

Na quarta-feira, a iminência de cassações de mandatos de parlamentares voltou ao noticiário, com a informação de que o governo federal monitorava os passos de Carlos Lacerda, que preparava um manifesto de oposicionistas, que contaria com apoio dos ex-presidentes Juscelino Kubitschek e João Goulart.

Quarta-  26 de outubro

No dia 27 de outubro de 1966, a Folha publicou declaração do presidente Castello Branco, durante visita em São Paulo, em que ele considerou “ofensa” a insinuação de que as articulações feitas pelo governo nada mais visavam do que a perpetuação no poder.

 

Quinta - 27 de outubro

Na sexta-feira, como antecipado pela imprensa, a notícia de que Carlos Lacerda divulgou o manifesto da Frente Ampla, em que chama o governo de Castello Branco de “antidemocrático” e “antinacional”. Sem ter a assinatura dos ex-presidentes Juscelino Kubitschek e de João Goulart, o manifestou foi desqualificado pelo governo, que o considerou apenas “um artigo”.

Sexta - 28 de outubro

E, neste sábado (29), o “Há 50 Anos”, em mais um desdobramento da tensão política, traz a informação de que os presidentes da Câmara, Adauto Cardoso, e do Senado, Auro de Moura Andrade, articulavam uma resistência às intenções do Executivo de realizar cassações.

Sábado - 29 de outubro

 

Antes de encerrar este post, um convite a conferir as últimas publicações do Blog do Acervo Folha.

Heroica, Ada Rogato foi nossa Amelia Earhart

Há 50 anos, astronauta Neil Armstrong pisava em São Paulo antes de dar primeiros passos na Lua

Acervo Folha relembra casos de atropelamento

Lenda viva do rock ‘n’ roll, Chuck Berry faz 90 anos

Há 40 anos, rolimãs corriam 1º campeonato em SP

 

Bom final de semana!!!