Há 25 anos, Gorbatchev deixava o poder e a URSS

Por EDGAR SILVA

Há 25 anos, a URSS (União das Repúblicas Socialistas Soviéticas) era dissolvida. No dia de Natal de 1991, Mikhail Gorbatchev renunciou à Presidência da União Soviética.

Após 69 anos chegava a era soviética. Saia do Kremlin a bandeira vermelha com a foice e o martelo e entrava a bandeira tricolor que a Rússia possuía antes da Revolução de 1917.

Através de discurso transmitido pela TV, Mikhail Sergueievitch Gorbatchev, 60, discursou por 12 minutos.  “Com a criação da Comunidade dos Estados Independentes [formada em 8 de dezembro de 1991], encerro minhas atividades como presidente da URSS”, afirmou o líder político, na ocasião.

Primeira página da Folha de 26 de dezembro de 1991
Primeira Página da Folha de 26 de dezembro de 1991 com a renúncia de Mikhail Gorbatchev

A aliança arquitetada por Rússia, Ucrânia e Belarus, com outras ex-repúblicas, alcançava seu propósito e abandonava o poder centralizador do Kremlin.

Oitavo presidente da URSS, Gorbatchev ficou no poder por 2.481 dias e foi responsável por fazer deslanchar a perestroika, enterrar a Guerra Fria e testemunhar o declínio do império soviético. Sua atuação política lhe rendeu o Prêmio Nobel da Paz em 1990 e o título de “Homem da Década”, da revista “Time”.

Quanto ao arsenal nuclear, talvez o tema mais delicado de toda a Guerra Fria, Gorbatchev passou ao marechal Ievgueni Shaposhnikov, comandante-interino das Forças Armadas da CEI, a maleta com o controle. E o militar a entregou ao então presidente russo, Boris Ieltsin.

O enviado da Folha a Moscou, Jaime Spitzcovsky, já tinha noticiado o fim do império russo em 26 de agosto de 1991, quando a Belarus declarou sua independência. O esfacelamento do mosaico soviético já estava em curso, e a renúncia do ex-presidente Mikhail Gorbatchev tornou-se questão de tempo.

Além de se mostrar preocupado com as disputas étnicas e entre as ex-repúblicas, Gorbatchev saiu derrotado na herança que levava do governo. Queria 200 guarda-costas, mas Boris Ieltsin lhe deu 20. Sua aposentadoria, à época, equivalia a US$ 40 por mês.

Infográfico publicado pela Folha em 26 de dezembro de 1991, com a trajetória de Gorbatchev (Crédito: Editoria de Arte/Folhapress
Infográfico publicado pela Folha em 26 de dezembro de 1991, com a trajetória de Gorbatchev (Crédito: Editoria de Arte/Folhapress)