Há 50 anos: Fogo destrói igrejas e patrimônio histórico na região central do Rio

Por Banco de Dados

As igrejas de São Benedito e do Rosário, construídas em 1767, foram destruídas pelo incêndio de domingo (26) que atingiu toda a rua Uruguaiana, na região central do Rio de Janeiro.

Pertencentes à irmandade de Nossa Senhora do Rosário, as igrejas eram famosas pelo acervo, que abrigava manuscritos de Rui Barbosa e Joaquim Nabuco, e pela história –em São Benedito, a princesa Isabel assinou a Lei Áurea.

Para os bombeiros, este foi o segundo maior incêndio do Rio –o primeiro foi o do Park Royal. O fogo, percebido à 1h30, começou após curto-circuito em lanchonete na rua Reitor Azevedo Amaral.