Há 50 anos: Veja o que foi notícia na Folha nos dias 25 e 26 de março de 1967

Por Banco de Dados

No dia 25 de março de 1967, a Folha contou a história de um longo tiroteio em São Paulo, quando um bandido resistiu por cinco horas até ser preso. Bombas de efeito moral e mais de mil tiros foram disparados até que a prisão fosse efetuada. Já no dia seguinte, a manchete do jornal trazia mais um dia de cobertura da tragédia em Caraguatatuba, no litoral norte de SP, que matou 436 pessoas. O blog do “Acervo Folha” postou essa história em detalhes, e você pode conferir clicando aqui.

Jair Bala resiste a 5 horas de troca de tiros antes de ser preso em SP

Após cinco horas de troca de tiros e mobilização da Força Pública, de 12 viaturas da Rádio Patrulha e até blindado do Departamento de Ordem Política e Social, Jair Batista, 19, conhecido como Jair Bala, foi detido nesta sexta (24) na zona oeste da capital paulista.

Procurado por latrocínio (pela morte do comerciante José Vieira de Carvalho) e roubo, Bala estava havia dois dias escondido numa casa na av. José Joaquim Seabra, 22 –que ficou muito danificada.

Foram necessários mais de mil tiros e bombas de efeito moral para efetuar a prisão do jovem, que acabou ferido no peito e no supercílio direito.

Com cerca de 400 desabrigados, Caraguatatuba passa por limpeza

Caraguatatuba (SP) iniciou a Operação Limpeza no centro da cidade e adjacências.

A ação começou pela praça principal, Candido Mota, onde 30 trabalhadores munidos de vassouras, pás e enxadas, acompanhados de caminhão, removeram detritos e areia.

Cerca de 400 pessoas estão sem casa na cidade, que ainda vive dificuldade com abastecimento e comércio, devido à chuva ininterrupta de 72 horas iniciada no dia 15 e deixou saldo de 436 mortos.

Os acessos ao litoral norte ainda estão restritos, e até dinamite foi utilizada para desobstruir os rios de lama que bloquearam ruas e estradas.