Há 50 anos: Governo releva críticas à gestão, mas ameaça Roberto Campos

Por Banco de Dados

Uma fonte próxima à cúpula do governo revelou nesta terça (9) que a atual gestão do presidente Arthur da Costa e Silva não pretende romper com a anterior, mesmo debaixo de críticas feitas por ex-ministros.

“Briga tem hora. No momento, não nos interessa uma ruptura com o governo anterior, pois isto nos jogaria nos braços dos inimigos da revolução”, declarou o informante, que disse que a ordem partiu do próprio presidente.

A fonte também foi enfática ao dizer que, caso Roberto Campos (ex-ministro de Castello Branco) volte a criticar a política econômica, “terá uma resposta violenta”.