Há 70 anos, Schwarzenegger nascia para ganhar o mundo do fisiculturismo e dos filmes de ação

Por Alberto Nogueira

O bodybuilder, ator e ex-governador da Califórnia Arnold Schwarzenegger se torna neste domingo (30) o mais novo septuagenário de Hollywood.

Nascido no vilarejo de Thal, na Áustria, em 30 de julho de 1947, Arnold Alois Schwarzenegger migrou aos 21 anos para os EUA.30

Fascinado pelo fisiculturismo desde cedo, o austríaco trocou de continente para realizar o sonho de ser um dos maiores do esporte.

Para isso, em solo americano contou com o apoio dos irmãos canadenses Joe Weider (1919-2013) e Ben Weider (1923-2008), empresários que ajudaram a popularizar a musculação e seus eventos durante as décadas de 1960 e 1970.

O Austrian Oak [Carvalho Austríaco] –apelido que ganhou no meio– dominou o fisiculturismo competitivo com quatro títulos de Mister Universo e sete de Mister Olympia.

Ao mesmo tempo que fazia fama como fisiculturista, Schwarzenegger queria fazer carreira no cinema. Em 1970, teve sua primeira chance, no filme de baixo orçamento “Hércules em Nova York”, quando ainda era conhecido como Arnold “Strong” [“Forte”].

Seis anos depois de sua estreia, protagonizou o fisiculturista Joe Santo no filme “Stay Hungry” [no Brasil, “O Guarda Costas”], de Bob Rafelson. O papel lhe rendeu o Globo de Ouro de “Revelação do Ano”.

O porte físico do ator austríaco fazia com que ele fosse frequentemente escalado para papeis de semideuses, guerreiros, mercenários e afins, como em “Conan, o Bárbaro” (1982), “Exterminador do Futuro” (1984), “Predador” (1987), “Vingador do Futuro” (1990) e “True Lies” (1994).

O filme “Exterminador do Futuro” e sua aclamada sequência “O Julgamento Final” (1991), ambos sob a direção de James Cameron (de “Avatar”), foram a consolidação de Schwarzenegger como uma das maiores estrelas de filmes de ação nas décadas de 1980 e 1990.

A mesma estrutura física, aliada ao seu talento artístico, também colocou o ator em comédias de sucesso. “Irmão Gêmeos” (1988) e “Junior” (1994) –neste o personagem está grávido–, protagonizados ao lado do pequenino Danny DeVito, e “Um Tira no Jardim de Infância” (1990) são exemplos de que o fortão também é engraçado.

X

‘THE GOVERNATOR’

A popularidade conquistada no cinema o levou a um voo mais ousado. Cidadão americano desde 1983, Schwarzenegger venceu a eleição “recall” para o governo do Estado da Califórnia em 2003, como candidato do Partido Republicano.

“The Governator” [mistura de governador com exterminador], assim como ficou conhecido enquanto esteve no cargo, foi reeleito em 2006. Em um governo de altos e baixos, conseguiu importantes conquistas legislativas sobre questões de meio ambiente, mas o deficit orçamentário do Estado fez sua aprovação cair diante da população. Ele deixou a política ao final de seu mandato, em 2011.

O término de seu governo coincidiu com o fim de seu casamento de 25 anos com Maria Shriver, sobrinha do democrata e ex-presidente dos EUA John F. Kennedy (1917-1963), com quem teve quatro filhos. Um filho fruto de um relacionamento extraconjugal com uma ex-funcionária foi o que motivou a separação.

EXTERMINADOR X TRUMP

Republicano, o ator e ex-governador não votou no colega de partido Donald Trump, atual presidente dos EUA. Os dois, inclusive, trocam farpas em entrevistas e pela internet.

No início deste ano, Schwarzenegger assumiu o comando do reality show “O Aprendiz”, programa que ajudou Trump a se tornar popular no país. Desde então, o presidente americano faz críticas a baixa audiência da atração.

“Oi, Donald, tenho uma grande ideia: por que não trocamos de cargo? Você se encarrega da TV, porque é um especialista em audiência, e eu faço o seu trabalho. Assim, a gente poderá enfim voltar a dormir tranquilamente”, respondeu Schwarzenegger ao atual chefe da Casa Branca em vídeo pelo Twitter.

Em outra oportunidade, o ator criticou a decisão de Trump de tirar os EUA do Acordo de Paris sobre o clima. “Como presidente, sua primeira e mais importante responsabilidade é proteger as pessoas. Não podemos ficar sem fazer nada enquanto pessoas estão adoecendo e morrendo, especialmente quando você sabe que há uma outra alternativa”, disse.

‘ILL BE BACK’

Politicagem à parte, nos últimos anos Schwarzenegger voltou aos cinemas em filmes como “Mercenários” e “Exterminador do Futuro: Gênesis” (2015). A franquia que popularizou o ator deve passar por um reboot em breve, mas não há informações se o astro fará parte do projeto.

Em abril, Schwarzenegger esteve em cartaz nos cinemas americanos com o longa “Em Busca de Vingança”. No futuro, estará novamente na pele do bárbaro que protagonizou no início de carreira em “A Lenda de Conan”, ainda sem data para estrear. Hasta la vista, baby!

X