HÁ 50 ANOS: Estudantes param Salvador em ato contra cobrança de anuidades

Por Banco de Dados

Cerca de 20 mil estudantes foram às ruas em Salvador em protesto contra o anúncio do governo de que cobraria anuidades no curso médio.

Choques com a polícia tornaram a cidade um palco de guerra, jornalistas foram presos –como José Augusto Lobão, chefe de reportagem do “Diário de Notícias”–, o jornal “Bahia” correu risco de empastelamento e aulas de faculdades foram suspensas.

Temeroso com a escalada dos protestos, o governo recuou da cobrança, considerou o centro de Salvador zona militar e transferiu o governador Luís Viana Filho do Palácio Rio Branco para o de Ondina.