HÁ 50 ANOS: Carlos Lacerda diz que ninguém o calará e critica general Aragão

Por Banco de Dados

O ex-governador da Guanabara Carlos Lacerda declarou neste domingo (27) que não reconhece autoridade moral em ninguém para impedi-lo de falar o que pensa.

Lacerda também afirmou que continuará a escrever os artigos em crítica ao governo, pois conquistou esse direito e “não deve isso a nenhum general”.

Ele e o general Augusto César Muniz de Aragão travaram polêmica em jornais, atacando um ao outro.

Segundo Lacerda, Aragão tem feito tudo para ocupar a vaga de Castello Branco, morto em julho, mas “é pouco inteligente e muito vaidoso”.