HÁ 50 ANOS: Governo decide punir general por troca de farpas com Lacerda

Por Banco de Dados

O presidente Arthur da Costa e Silva decidiu punir nesta terça-feira (29) o general Augusto César Muniz de Aragão com pena de repreensão.

A medida se deve a artigos publicados pelo general no jornal “O Globo”, o que, de acordo com o governo, teria estimulado a formação da Frente Ampla, movimento político liderado por Carlos Lacerda, Juscelino Kubitschek e João Goulart.

No artigo publicado nesta terça, Aragão atacou Lacerda. Este, por sua vez, no jornal “Tribuna da Imprensa”, do Rio, criticou novamente o poder do governo militar e o real papel das Forças Armadas.