HÁ 50 ANOS: General evita punição do governo ao encerrar atrito com Lacerda

Por Banco de Dados

O general Augusto César Muniz de Aragão, presidente do Clube Militar, não será mais punido pelo governo. A informação foi divulgada nesta quarta (30) pelo coronel Celso dos Santos Meier, chefe do Serviço de Relações Públicas do Gabinete do Ministério do Exército.

A nova atitude do governo foi tomada após uma reunião entre Aragão e o general Orlando Geisel, em que acordaram colocar fim à série de artigos em jornais com os quais era mantida a polêmica com Carlos Lacerda.

Para os generais, a opinião brasileira já está esclarecida.