OUTROS ROCK IN RIO: Com axé na veia, Ivete Sangalo bate ponto e se diverte no Rock in Rio

Por FERNANDO ITOKAZU

Estrela do axé, Ivete Sangalo se acostumou a levantar poeira no Rock in Rio.

À vontade no festival, a cantora já desafiou uma diva do pop, ajudou uma “amiga” a enlouquecer a plateia, foi caçada pela princesa dos baixinhos e até deixou roqueiros indignados com uma homenagem ao gênero musical que dá nome ao evento.

A baiana, única brasileira entre os cinco artistas mais relevantes do Instagram que participarão do Rock in Rio, montou esse currículo sendo a presença mais constante na história do festival.

A organização do evento contabiliza 1.588 artistas escalados em 101 dias de “mágica” desde 1985, e Veveta (como é carinhosamente chamada por seus fãs) é quem mais se apresentou no palco principal. Presente em 11 das 17 edições, a baiana amplia seu recorde na próxima sexta (15), quando subir, grávida de gêmeos, ao Palco Mundo na primeira das sete noites, que terá também Pet Shop Boys, 5 Seconds of Summer e Lady Gaga, do Rock in Rio 2017.

“Tá pensando o quê? Aqui é de igual para igual, Bi.”  Foi assim que Ivete brincou com Beyoncé durante seu show de 2013.

A baiana foi a primeira a se apresentar no dia de abertura daquela edição, e a maior chacrete do planeta foi a atração principal da noite.

Se a americana foi a cantora mais votada em pesquisa feita pelo Rock in Rio para saber quem o público queria no palco naquele ano, Ivete já caminhava para se tornar o arroz de festa na história do festival.

Ivete fez sua estreia longe do Rio. Em 2004, Lisboa abrigava a primeira de suas sete edições e a baiana iniciava sua trajetória no Rock in Rio e a parceria com a capital portuguesa –ela é a única artista estrangeira a marcar presença todas as vezes. Ela também se apresentou em Madri (2008) e Las Vegas (2015).

O primeiro Rock in Rio no Rio foi em 2011. Na época, foi questionada pela Folha se mudaria algo para melhor se adaptar a um festival que leva um gênero musical no nome.

“É um show de axezão total. Axé na veia! Quero me divertir”, afirmou Ivete, que acabou enfiando “Easy”, do Commodores , e “More Than Words”, do Extreme, no set list.

Depois da diversão, a cantora foi procurada pela princesa dos baixinhos, Sasha. A filha de Xuxa, que sofria com o assédio e tentava despistar a imprensa, queria vê-la.

X

A baiana voltou ao palco no final da noite convidada por Shakira, que encerrou a programação daquele dia. A colombiana anunciou “a minha amiga, a rainha Ivete Sangalo” para o bis. Juntas, cantaram “País Tropical” e foram acompanhadas pelo coro da plateia. “Eu não te disse que eles iam enlouquecer?”, comentou Ivete com a estrela colombiana.

No mesmo show do recado para Beyoncé, a baiana também extrapolou o gênero musical que a consagrou ao apresentar uma versão de “Love of My Love”, do Queen.

Na edição do ano passado, em Lisboa, a cantora protagonizou uma prática comum nas duas primeiras edições do Rock in Rio, quando algumas atrações se apresentavam mais de uma vez.

Um dia depois de sua apresentação, Ariana Grande teve problema de saúde. Quem foi escalada para substituí-la?

Ivete, é claro.

[+] Conheça o site do Banco de Dados
http://www1.folha.uol.com.br/banco-de-dados/

[+] Siga-nos no Twitter
https://twitter.com/BD_Folha

[+] Curta a página Saiu no NP
https://www.facebook.com/Saiu-no-NP-168161556714765/

[+] Curta o Acervo Folha no Facebook
https://www.facebook.com/acervofolha/