1968 – AS 28ª E 29ª BOMBAS: Avião da praça 14 Bis e multinacional viram alvos

Veículo aéreo da FAB, usado na Segunda Guerra, sofreu danos na fuselagem e na asa direita, mas não caiu – Reprodução

Quatro dias após o então presidente do Brasil, Arthur da Costa e Silva, ter baixado o Ato Institucional nº5 e endurecido o regime ditatorial, duas bombas explodiram na região da Grande São Paulo na madrugada de 17 de dezembro de 1968. Um dos alvos foi o avião da FAB (Força Aérea Brasileira) que ficava exposto como um […]

Leia Mais

1968 – 18ª E 19ª BOMBAS: Em SP, série de explosões em ferrovias atinge trens

Vagão do trem da Estrada de Ferro Central fica muito danificado – Reprodução

Duas bombas em trens em São Paulo, na noite da sexta-feira 12 de julho de 1968, voltaram a desafiar a ditadura miliar, instalada no país havia quatro anos. As ações não provocaram vítimas, mas danificaram dois vagões de composições diferentes. Um trem estava parado na estação Roosevelt (atualmente chamada de Brás) quando o explosivo foi […]

Leia Mais

1968 – 27ª BOMBA: Jato de fogo em área da Aeronáutica gera especulações

Um dos terrenos do Campo de Marte em janeiro de 1967 – Folhapress

Apesar de 1968 ter sido um período marcado por bombas em São Paulo, uma explosão no Parque da Aeronáutica no Campo de Marte (zona norte de São Paulo), na noite de 25 de novembro daquele ano, não gerou muito alarme nas autoridades. Pelo menos, publicamente. No dia seguinte ao fato, a Folha da Tarde divulgou que […]

Leia Mais

1968 – DA 24ª À 26ª BOMBA: Após dois meses, explosivos na Água Branca e na Bela Vista voltam a intrigar o Exército

Cano estoura com a explosão, e água jorra pela loja Sears – 27.out.1968/Reprodução

O final de outubro de 1968 marcou a volta dos casos de grande repercussão de bombas em São Paulo. Uma explodiu na loja Sears, na Água Branca (zona oeste), no dia 27, sem provocar vítimas. Outras duas foram encontradas, sem serem detonadas, na Bela Vista (região central), no dia 31. Essas ações representaram o fim […]

Leia Mais

1968 – DA 21ª À 23ª BOMBA: Após explosões no Dops e em fóruns, polícia prende grupo de extrema direita

Carro-bomba, cheio de dinamites, é detonado na frente do Dops (19.abr.1968/Reprodução)

A madrugada de 19 de agosto de 1968 foi muito agitada para os policiais em São Paulo. A partir das 3h, houve uma sequência de três explosões em locais relevantes para o poder público. Um carro-bomba, cheio de dinamites, foi detonado na frente do Dops (Departamento de Ordem Política e Social) e dois artefatos foram jogadas […]

Leia Mais

1968 – 20ª BOMBA: Ataque no Sumaré faz polícia suspeitar de ação contra EUA

Fachada do prédio do DOPS (Departamento de Ordem Política e Social), no centro de São Paulo – Reprodução

No primeiro semestre de 1968, o Consulado dos Estados Unidos e a residência de um executivo norte-americano da Kibon já haviam sido alvos de atentados a bombas em São Paulo. O caso seguinte a estes contra um estrangeiro ocorreu no dia 28 de julho daquele ano, um domingo. Às 3h30, um coquetel molotov foi jogado […]

Leia Mais

1968 – DA 13ª À 17ª BOMBA: Ferrovias de SP registram 5 explosões em menos de 2 horas

Linha é interrompida perto da estação de Engenheiro Goulart – Reprodução

O número de bombas registradas ao longo 1968, na região metropolitana de São Paulo, deu um grande salto na madrugada de 7 de julho. Até aquele dia, pelo menos, 12 casos haviam sido contabilizados em 1968. Em menos de duas horas, o número passou para 17. Cinco explosivos foram detonados em áreas de ferrovias. Não […]

Leia Mais

1968 – A 12ª BOMBA: Coquetel molotov é jogado em muro do Colégio Mackenzie

Imagem do complexo da Universidade Mackenzie em 1985- Paulo Whitaker/Folhapress

Por volta das 4h de 28 de julho de 1968, dois dias após um carro carregado de dinamite ser lançado no quartel-general do 2º Exército e a explosão ter matado o soldado Mário Kozel Filho, a polícia contabilizou mais um ataque com bomba. Desta vez, o episódio não foi grave e ninguém ficou ferido. Um coquetel […]

Leia Mais

1968 – A 11ª BOMBA: Após general criar desafio, carro com dinamite é lançado em QG e mata soldado de 18 anos

Parede caiu com o atentado que matou soldado Mário Kozel Filho

A sequência de bombas jogadas em São Paulo em 1968 provocou uma vítima fatal no dia 26 de junho, por volta das 4h50. O soldado Mário Kozel Filho, de 18 anos, morreu com a explosão de um carro-bomba no quartel-general do 2º Exército, no Ibirapuera. Depois do atentado ao Consulado dos Estados Unidos, no dia 19 de […]

Leia Mais

1968 – A DÉCIMA BOMBA: Casa do presidente da Kibon tem cortina e poltrona queimadas

Carrinho de sorvetes da Kibon, em 1971 – Reprodução

Às 6h30 de 20 de junho de 1968, um coquetel molotov explodiu na casa do presidente da companhia de produtos alimentícios Kibon, o norte-americano Eric Egan. Ninguém se feriu, mas a poltrona e a cortina da residência ficaram queimadas. Esse foi o décimo registro de bomba em cerca de três meses só na cidade de São […]

Leia Mais