1968: Protesto de atletas americanos mostra o Poder Negro contra o racismo

Jogos Olímpicos da Cidade do México, 1968: Atletismo: no pódio dos 200m, na cidade do México, os norte-americanos Tommie Smith (ouro) e John Carlos (bronze) fazem saudação com o punho cerrado do grupo Panteras Negras, como protesto a conflitos raciais nos EUA. À esquerda, o australiano Peter Norman (prata).

No dia 16 de outubro de 1968, em uma cerimônia de premiação na Olimpíada da Cidade do México, Tommie Smith e John Carlos subiram ao pódio para ouvir o hino dos EUA, depois de conquistarem ouro e bronze nos 200 metros. E entraram para a história ao erguerem os punhos, com luvas pretas, em uma […]

Leia Mais

Mortes e atentados fazem parte do histórico de ações contra políticos no Brasil

José Gomes (PTB), ex-prefeito de Itumbiara (GO), que morreu baleado em carreata em 2016 – Reprodução/Wikimedia Commons

Ataques a políticos no Brasil, que chamam a atenção da mídia e da população, estão presentes no país com mais repercussão desde o século retrasado. Assassinatos, tiros, brigas e até bolinha de papel fazem parte do histórico de ações contra a classe. Um levantamento feito por pesquisadores da UniRio (Universidade Federal do Estado do Rio […]

Leia Mais

1968 – DA 21ª À 23ª BOMBA: Após explosões no Dops e em fóruns, polícia prende grupo de extrema direita

Carro-bomba, cheio de dinamites, é detonado na frente do Dops (19.abr.1968/Reprodução)

A madrugada de 19 de agosto de 1968 foi muito agitada para os policiais em São Paulo. A partir das 3h, houve uma sequência de três explosões em locais relevantes para o poder público. Um carro-bomba, cheio de dinamites, foi detonado na frente do Dops (Departamento de Ordem Política e Social) e dois artefatos foram jogadas […]

Leia Mais

Desde 1998, Kofi Annan escreveu sobre liberdade de imprensa e eleições na Folha

Kofi Annan, durante Fórum Econômico Mundial em Cape Town, em 2011 (Mark Wessels/Reuters)

Kofi Annan, que foi secretário-geral da ONU de 1997 a 2006, sempre esteve presente nas páginas da Folha. E em pelo menos em 15 oportunidades o fez com suas próprias palavras. Desde que assumiu a Organização das Nações Unidas, o ganês relatou na Folha seus maiores desafios, como em 15 de março de 1998, quando fez […]

Leia Mais

Personagem de humor, Barão de Itararé se autoproclamou imperador da Ursas

O jornalista Aparício Torelly, durante entrevista ao jornal Última Hora.( 16.abr.1958 – Acervo UH/Folhapress)

No debate entre candidatos a presidente na última quinta-feira (9), Cabo Daciolo (Patriota) utilizou, de forma séria, a sigla Ursal para se referir a um suposto plano para a construção de uma União das Repúblicas Socialistas da América Latina. O termo virou piada na internet. Mas, na década de 30, o jornalista e humorista Apparício […]

Leia Mais

1968 – 20ª BOMBA: Ataque no Sumaré faz polícia suspeitar de ação contra EUA

Fachada do prédio do DOPS (Departamento de Ordem Política e Social), no centro de São Paulo – Reprodução

No primeiro semestre de 1968, o Consulado dos Estados Unidos e a residência de um executivo norte-americano da Kibon já haviam sido alvos de atentados a bombas em São Paulo. O caso seguinte a estes contra um estrangeiro ocorreu no dia 28 de julho daquele ano, um domingo. Às 3h30, um coquetel molotov foi jogado […]

Leia Mais

1968: Atores de ‘Roda Viva’ são agredidos, e teatro é depredado

Assentos do Teatro Ruth Escobar ficam destruídos – Acervo UH

Assim que terminou a apresentação da peça ‘Roda Viva’, por volta das 23h30 de 18 de julho de 1968, os atores foram surpreendidos por um ataque na sala O Galpão, no Teatro Ruth Escobar, em São Paulo. Integrantes do CCC (Comando de Caça aos Comunistas) começaram a bater nos atores e na equipe do espetáculo.  Cerca de […]

Leia Mais

1968 – A 12ª BOMBA: Coquetel molotov é jogado em muro do Colégio Mackenzie

Imagem do complexo da Universidade Mackenzie em 1985- Paulo Whitaker/Folhapress

Por volta das 4h de 28 de julho de 1968, dois dias após um carro carregado de dinamite ser lançado no quartel-general do 2º Exército e a explosão ter matado o soldado Mário Kozel Filho, a polícia contabilizou mais um ataque com bomba. Desta vez, o episódio não foi grave e ninguém ficou ferido. Um coquetel […]

Leia Mais

1968 – A 11ª BOMBA: Após general criar desafio, carro com dinamite é lançado em QG e mata soldado de 18 anos

Parede caiu com o atentado que matou soldado Mário Kozel Filho

A sequência de bombas jogadas em São Paulo em 1968 provocou uma vítima fatal no dia 26 de junho, por volta das 4h50. O soldado Mário Kozel Filho, de 18 anos, morreu com a explosão de um carro-bomba no quartel-general do 2º Exército, no Ibirapuera. Depois do atentado ao Consulado dos Estados Unidos, no dia 19 de […]

Leia Mais

1968: Na Folha, jornalista diz que Che morreu sem ter começado sua revolução

Ernesto “Che” Guevara de Cuba faz uma aparição em “Face the Nation” nos estúdios da CBS-TV em Nova York (13.dez.1964/Associated Press)

De criança asmática a guerrilheiro, Ernesto Che Guevara faria 90 anos nesta quinta-feira (14). O Blog Acervo Folha resgata dois textos publicados antes do primeiro ano de seu assassinato, ambos assinados pelo jornalista boliviano Villar Borda, que testemunhou os últimos dias do guerrilheiro. A série foi intitulada “A verdade sobre a morte de Guevara”. O […]

Leia Mais