1968: Protesto de atletas americanos mostra o Poder Negro contra o racismo

Jogos Olímpicos da Cidade do México, 1968: Atletismo: no pódio dos 200m, na cidade do México, os norte-americanos Tommie Smith (ouro) e John Carlos (bronze) fazem saudação com o punho cerrado do grupo Panteras Negras, como protesto a conflitos raciais nos EUA. À esquerda, o australiano Peter Norman (prata).

No dia 16 de outubro de 1968, em uma cerimônia de premiação na Olimpíada da Cidade do México, Tommie Smith e John Carlos subiram ao pódio para ouvir o hino dos EUA, depois de conquistarem ouro e bronze nos 200 metros. E entraram para a história ao erguerem os punhos, com luvas pretas, em uma […]

Leia Mais

OUTROS 13 DE MAIO: Helio Santos critica versão oficial do Dia da Abolição

Professor Hélio Santos, em 1983 (Folhapress)

Helio Santos tem sua trajetória marcada pelo ativismo em prol dos direitos dos negros brasileiros. Em 1984, o professor falou sobre A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios –PNAD– e o empobrecimento da população rotulada pelo IBGE como preta e parda. “Enquanto, aproximadamente, a metade dos não brancos ganha até 1 salário mínimo, apenas 28% dos […]

Leia Mais

OUTROS 13 DE MAIO: Abdias do Nascimento explica o Quilombismo

Abdias do Nascimento, escritor, dramaturgo, político e ativista (Folhapress)

Com uma vida dedicada à luta contra o racismo, Abdias do Nascimento (1914-2011) combateu a desigualdade, discutiu formas de elevar a autoestima do negro brasileiro e desconstruiu a ideia de democracia racial. Num autoexílio durante o regime militar, Abdias ficou 13 anos fora do Brasil, de 1968 a 1981. No dia 9 de setembro de […]

Leia Mais

Ação de advogado negro tirou prisioneiro do corredor da morte em 1993

O dia 2 de março de 1993 expôs duas faces do racismo nos EUA. Isso porque, enquanto a primeira referia-se à população do estado da Califórnia ainda repercutindo os resultados da série de protestos violentos após o julgamento e a absolvição dos policiais que espancaram o taxista negro Rodney King, em abril de 1992, a […]

Leia Mais

Há 50 anos, ‘O Poder Negro’, peça com Antonio Pitanga e Ítala Nandi, era censurada no Brasil

O ator Antonio Pitanga durante ensaio da peça “O Poder Negro”, do autor norte-americano Leroi Jones (8.ago.1968/Folhapress)

“Um atentado ao decoro público.” Esse foi o argumento dado pela Censura Federal em 13 de dezembro de 1967 para justificar a proibição no Brasil da peça “O Poder Negro”, do autor  norte-americano LeRoi Jones. O espetáculo, originalmente chamado “Dutchman”, seria protagonizado pela atriz Ítala Nandi e pelo ator Antonio Pitanga, pai dos atores Rocco […]

Leia Mais

No Dia da Consciência Negra, ouça músicas que desde os anos 30 marcam a luta por direitos civis

É quase impossível separar a música negra das ideias de resistência e luta. Mesmo quando suas letras e seus artistas não apresentam uma linha de combate, ao retratar o cotidiano de uma comunidade e as formas de relacionamento que são desenvolvidas dentro de determinados regimes e leis opressivas, estas expressões também dão formas ao que […]

Leia Mais

Há 30 anos, assassinato brutal interrompeu vida do jamaicano Peter Tosh, mas sua obra ainda ecoa

“Minhas músicas vêm da experiência pessoal e fraternal, o que significa comunidade, fraternidade e nacionalidade. Faço música para conscientizar as pessoas.” Frases como esta, proferida por Peter Tosh, ícone do reggae assassinado no dia 11 de setembro de 1987, são frequentes no mundo da música engajada, mas estão diluídas no mercado musical –hoje dominado pelas […]

Leia Mais

HÁ 50 ANOS: Exército usa tanque nas ruas de Detroit para conter conflito racial que já matou 33

No quarto dia de conflitos raciais na cidade de Detroit, nos EUA, mais oito pessoas morreram. O número de mortos na onda de violência agora chega a 33, segundo autoridades locais. De acordo com a polícia, franco-atiradores negros e brancos continuam agindo no topo dos edifícios da cidade. Três policiais foram gravemente feridos, um deles […]

Leia Mais

HÁ 50 ANOS: Exército dos EUA intervém em conflito racial que já provocou 24 mortes

Dois mil paraquedistas do Exército dos EUA tomaram na madrugada desta terça (25) parte da cidade de Detroit, onde conflitos raciais mataram 24 pessoas nas últimas duas noites. Os distúrbios tiveram início após uma intervenção policial na rua 12, de maioria negra. Até o momento são cerca de 1.200 feridos e 2.100 detidos. Calcula-se prejuízos […]

Leia Mais